Sites de checagem também erram

Jun 08, 2021

No dia 2 de junho de 2021, o site de checagem de notícias, AOS FATOS, classificou como mentirosa a declaração dada pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a projeção do PIB. Acontece que a notícia é verdadeira e, diferentemente do informado pelo AOS FATOS, as estimativas de mercado financeiro para o PIB é sim superior a 4%.


Dessa forma, dois dias depois, a agência reconheceu publicamente o erro e apagou a postagem. ERRAMOS. Diferentemente do informado na checagem do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, de fato há estimativas de mercado para o PIB superiores a 4%. A informação foi corrigida, e o tweet correspondente, deletado”.

O que quero chamar a atenção aqui é que as agências que trabalham com o jornalismo de checagem de fatos, entre elas: Fato ou Fake, Comprova, Agência Pública, Aos Fatos, Agência Lupa, Boatos.org e E-Farsas, não são detentoras da verdade e também estão suscetíveis ao erro.  Isso pode acontecer, entre outros fatores, também pelo viés ideológico partidário e da linha editorial dos veículos de comunicação.  

Antes de julgar narrativas é essencial checar fatos por meio de fontes confiáveis de indicadores e pesquisas. A recomendação é que, ao identificar um assunto suspeito ou falso, suspenda o compartilhamento e avise ao remetente para que faça o mesmo. 

Se for vítima de uma notícia falsa, combata a mentira com a verdade. Converse com a imprensa, mostre documentos, avalie como desconstruir a mentira e o mentiroso em suas redes sociais com conteúdos convincentes.

Mais dicas e notícias, aqui!

CICQUE PARA VER MAIS CONTEÚDOS