Quanto a internet vai influenciar as eleições de 2022

Nov 16, 2020

Em um dos meus artigos para a FGV em um módulo de estudo sobre como “Alteramos nosso comportamento com a influência da internet”, destaque ser irreversível se comunicar sem estar na internet. E estar na internet não é apenas utilizar-se das redes sociais. É criar relevância, atenção e gerar conteúdos interessantes sobre você, sua cidade, seu mandato ou se não foi vencedor, deve nutrir o seu capital político, continuando com posts que gerem curiosidade nas pessoas.

Muitos sentiram o peso da internet e a importância de se iniciar um trabalho prévio e bem-planejado. Por isso as redes sociais começam com o padrão da sua imagem com escolha de uma boa foto e filtre a partir de agora o que postar nas redes sociais. Às vezes, estamos nos divertindo com os amigos em situações particulares, que da forma que você vai ampliando sua relevância, vai chegando em pessoas que ainda não tem tanta intimidade com você. Melhor se precaver e postar sempre pensado:

- Aqueles que não me conhecem, como vão interpretar esta foto se me verem daqui a um ano?

Este é o primeiro filtro que deve colocar, na escolha de seus futuros posts. Você precisa entender que o que se posta, jamais é deletado, nem mesmo se você deletar. Um segundo após o post, algum já compartilhou, printou ou salvou, não havendo mais retorno. E se um desses amanhã tornar-se seu adversário, poderá provocar-lhe um desnecessário desgaste. 

Ser sério não é ser chato. Ser crítico não é ser contra. Ter opinião não é ser inimigo. Por isso cheque de forma profissional seus posts e imagine que 2022 já começou pois, assim terá uma longa estrada percorrida, quando seus adversários ainda vão descobrir por quais caminhos andarem.  

Mais dicas e notícias, aqui!

CICQUE PARA VER MAIS CONTEÚDOS