Como o eleitor muda de opinião e de candidato?

Mar 23, 2022

Especialista em estudos sobre mudança da opinião pública, o professor Dr. Marcelo Serpa, amigo e parceiro, nos conta que para sair do estado da nesciência (desconhecimento) e passar para a certeza, existem dois estágios neste caminho: a dúvida e a opinião.

Em minhas aulas da academia Mapa do Voto explico como isso acontece em detalhes, quando se divulgam os resultados de pesquisas quantitativas baseados em simples consultas mesmo respeitando os métodos científico para coletas dos dados. 45% dizem que sim, 30% dizem que não e 25% não sabem.

Mas porque as pesquisas erram tanto?

E por que todos, mesmo sabendo dos grandes desvios de resultados, acreditam nos números?

As pesquisas, tanto quali como quanti, são ferramentas altamente confiáveis para se tomar decisões, propor acordos e balizar futuras estratégias de comunicação. Esses fatores contribuem imensamente para tornar os resultados das urnas, bem diferente daqueles das pesquisas.

Esse é objetivo

Ora, se você estiver em segundo ou terceto lugar e, está utilizando a pesquisa para mudar a opinião pública a seu favor por diversas formas de mobilização e comunicação, você está utilizando dos números que não lhe agradam agora, para tentar trabalhar e conquistar o primeiro lugar.

As vezes quando isso acontece, as pessoas dizem: está vendo as pesquisas estavam erradas.

Na realidade foi o seu trabalho de comunicação e mobilização que, baseado nos dados apontados pelas pesquisas, surtiu efeito.

Agora pense, reflita e conclua:  será que os números apontados por pesquisas meses antes da eleição, realmente serão os mesmos das urnas?

Só serão os mesmos se quem não estiver em primeiro, parar de trabalhar, comunicar e mobilizar. O que não acontece em uma eleição. Assim você pode esperar qualquer resultado, desde que os atores atuem de forma a mudar a opinião pública. 

 

 

 

 

 

Mais dicas e notícias, aqui!

CICQUE PARA VER MAIS CONTEÚDOS