A estratégia dos bois de piranha

Mar 19, 2022

Os cenários políticos não podem ser vistos apenas para a próxima eleição.

Enxergar um passo facilita que as estratégias sejam melhor executadas e que também enxerguemos as do adversário.

Imagine ter como candidato um Senador (B) que detém uma forte lembrança na mente dos eleitores e se tem como um forte candidato.

No outro vértice, um senador (A) eleito há quatro anos e que possui outros quatro em mandato.

Desta feita, a próxima eleição deste senador (A) será 2026.

Vendo 2026, ele fomenta a candidatura de dois senadores (C) e (D) no estado a concorrer com o (A) que se posiciona como predileto.

Estratégia:

Ao colocar dois candidatos (C e D) a disputar em 2022 onde há apenas uma vaga, seguramente dará a eleição ao (B) que como terá oito anos de mandato, ficará fora do páreo em 2026, diminuindo o risco da eleição do (A).

Caso o candidato (B) perdesse a eleição em 2022, seria um forte candidato a disputar com (A) em 2026.

Esta é apenas uma situação hipotética, onde o objetivo é demonstrar que devemos sempre pensar um pouco mais adiante e não apenas no que parece estar nítido a todos. Tente ver o que poucos enxergam.

Mais dicas e notícias, aqui!

CICQUE PARA VER MAIS CONTEÚDOS